menu
       
   

Siga-nos no

ANDRESEN, Sophia De Mello Breyner

Sophia De Mello Breyner Andresen (1919-2004) é natural do Porto. O seu primeiro livro, Poesia, data de 1944. Segue-se uma vastíssima obra que, a par das reminiscências de infância, tem como referências essenciais a justiça, a liberdade, e a unidade do divino e da natureza. Para além da poesia (Coral, Mar Novo, Dual, Dia do Mar, entre outras), a sua obra abrange géneros que vão da ficção o ensaio, passando pelo conto para crianças, pelo teatro e pela tradução, destacando-se as versões de textos de Eurípides, Shakespeare, Claudel e Dante. O seu admirável percurso valeu-lhe diversos prémios em Portugal e no estrangeiro, dos quais se referenciam o Prémio Petrarca, da Associação dos Editores Italianos, em 1995, e o Prémio Max Jacob, em 2001. Em 1999 recebe, num justo reconhecimento em vida, o Prémio Camões. O rigor clássico e a extrema depuração e simplicidade da sua linguagem fizeram dela uma das vozes mais fulgurantes e secretas da poesia portuguesa.

LIVROS:

CORRESPONDÊNCIA 1959-1978 (3.ª edição, revista e aumentada)

voltar  Voltar